Agende sua consulta

Cuidar-se é um ato de amor e faz a diferença.

Vamos agendar sua consulta? Preencha o formulário.

Descubra o quanto você tem combatido o câncer de mama.

Faça o quiz
Qual o seu e-mail?
Próxima
Por que isso é importante?
Você pode solicitar a exclusão do seu email do nosso banco de dados a qualquer momento.
Qual sua identidade de gênero?
Próxima
Por que isso é importante?
O sexo é um dos mais importantes fatores de risco para o câncer de mama, uma vez que as mulheres possuem um risco mais elevado de desenvolver este tipo de câncer do que a população masculina em geral. Estudos mostram também que homens que buscam realizar a redesignação de gênero, têm sua taxa de incidência de desenvolver este tipo de câncer elevada.
Qual é a sua cor ou raça/etnia?
Próxima
Por que isso é importante?
As mulheres afrodescendentes têm maior incidência de câncer de mama na pré-menopausa e uma taxa de mortalidade maior quando comparadas a outros grupos, como mulheres com ascendência europeia. Esse estudo é particularmente importante para as brasileiras, uma vez que 61% dos brasileiros brancos têm herança indígena ou africana.
Qual a renda familiar?
Próxima
Por que isso é importante?
A renda familiar é fator importante, uma vez que impacta na qualidade de vida e prática de hábitos saudáveis, além de reduzir o acesso a exames de prevenção, diagnóstico e controle, além dos tratamentos. De acordo com a OMS, há uma previsão de aumento de 81% de incidência de câncer em países de média e baixa renda.
Você está empregado(a) atualmente?
Próxima
Por que isso é importante?
Um estudo realizado pela Fiocruz, Universidade de Londres e Fundação Getúlio Vargas, avaliou os efeitos da recessão no número de mortes combinado aos efeitos da diminuição de investimentos públicos na saúde e desemprego, e concluiu que a taxa de mortalidade sofreu um aumento de 8% por município no período analisado. Os municípios que destinaram menos investimentos na área de saúde foram os que mais tiveram taxas maiores. Apesar do estudo não ser específico para câncer, esta doença está entre as que mais tiveram crescimento da taxa de mortalidade devido à complexidade do tratamento.
Você possui convênio médico ou plano de saúde?
Próxima
Por que isso é importante?
O Convênio médico ou plano de saúde oferece ao usuário acesso a uma rede de hospitais e clínicas para a realização de exames, consultas e procedimentos com preços mais acessíveis. Além do tempo de espera ser inferior ao do sistema de saúde pública.
Quando foi a última vez que realizou uma consulta de check-up?
Próxima
Por que isso é importante?
A realização de exames de check-up periódicos, atua de forma preventiva, auxiliando na detecção precoce de doenças. Muitas delas, como alguns tipos de câncer, não apresentam qualquer tipo de sintoma e só são descobertas por meio da realização de exames periódicos. O diagnóstico precoce é fundamental para o sucesso do tratamento da maioria das doenças. Por isso, é importante realizar os exames de check-up regularmente.

Números do câncer de mama

População negra
A sobrevida de mulheres negras em casos de câncer de mama é até 10% menor do que entre mulheres brancas. Entre os homens negros, a incidência de câncer de próstata é de duas a três vezes maior quando comparada com as de homens brancos.
Pessoas com deficiência
No Brasil, pelo menos 45 milhões de pessoas têm algum tipo de deficiência. Muitas delas não têm acesso a exames preventivos, como é o caso das mulheres cadeirantes em relação à mamografia adaptada.
Pessoas transgênero
O risco de pessoas transgênero, entre 50 e 69 anos, que fizeram uso de estrogênio e progesterona (por mais de 5 anos), desenvolverem câncer de mama é consideravelmente maior que o da população feminina em geral.
Pessoas com obesidade
A obesidade é um fator de risco para o câncer de mama e aumentou de 14,5% para 30,2% entre as mulheres nos últimos anos.
Homens
Para cada 100 mulheres com câncer de mama, há 1 homem com o mesmo diagnóstico.
Idosas
A maior parte dos casos de câncer de mama acontece com mulheres a partir de 60 anos.

Autoexame

O autoexame é um cuidado que ajuda as mulheres a reconhecerem suas mamas e a identificarem possíveis alterações e, embora seja um grande aliado no combate ao câncer de mama, precisa ser acompanhado da mamografia e do exame clínico.
Em pé
  • Em frente ao espelho, e com os braços caídos, observe seus seios.
  • Coloque as mãos na cintura fazendo força.
  • Agora, coloque-as atrás da cabeça e observe o tamanho e a forma dos mamilos.
  • Pressione os mamilos e veja se há
  • Saída de secreção.
  • No Banho
  • Em pé (pode ser durante o banho), levante seu braço esquerdo e apoie-o sobre a cabeça;
  • Com a mão esticada, examine a mama esquerda;
  • Divida o seio em faixas e analise devagar, com a polpa dos dedos, cada uma dessas faixas.
  • Sinta a mama;
  • Faça movimentos circulares, de cima para baixo;
  • Agora repita os movimentos na mama direita.
  • Deitada
  • Deitada, coloque uma toalha dobrada sob o ombro direito para examinar a mama direita;
  • Sinta a mama com movimentos circulares, fazendo uma leve pressão;
  • Apalpe a metade externa da mama (é mais consistente);
  • Depois apalpe as axilas;
  • Agora repita os movimentos na mama esquerda.
  • Vamos agendar sua consulta?

    Queremos informar você sobre a segurança dos seus dados, que serão utilizados apenas para envio de novidades. Você poderá, a qualquer momento, solicitar a exclusão das suas informações do nosso banco de dados enviando um e-mail para:

    DÚVIDAS

    Câncer de mama em crianças
    O câncer de mama infantil é bastante raro porque as crianças possuem pouco tecido no local e os hormônios femininos ainda não se manifestaram. Com a chegada da puberdade, o risco pode aumentar. Segundo pesquisas, 1 em cada 100 das mulheres diagnosticadas com a doença são meninas entre 13 e 16 anos, o que equivale a 1% das adolescentes brasileiras. Por isso, é muito importante que pais ou responsáveis acompanhem o desenvolvimento das crianças e as incentivem a conhecer e cuidar do próprio corpo. Quanto mais cedo aprenderem, mais precavidas serão. Fonte: INCA
    Câncer de mama e axilas
    Conhecer o próprio corpo é fundamental para saber que algo está errado. E fazer essa descoberta em tempo oportuno faz toda diferença. Fique sempre em alerta: inchaços nas axilas podem estar relacionados ao câncer de mama, portanto, se percebeu qualquer alteração em seu corpo, procure um médico. A prevenção e a detecção precoce são importantes e contribuem para uma vida tranquila e saudável.
    Reconstrução da mama
    A reconstrução da mama é uma cirurgia plástica reparadora que ajuda mulheres mastectomizadas a recuperarem sua autoestima, ou seja, mulheres que tiveram sua mama removida em decorrência do câncer de mama. A cirurgia de reconstrução pode ser realizada imediatamente após a mastectomia ou de forma tardia. No primeiro caso, as pacientes não precisam lidar com mais de um pós-operatório nem com a ausência de uma ou ambas as mamas.
    Como funciona a touca gelada

    A touca gelada ajuda a resfriar o couro cabeludo e a reduzir a queda dos fios de cabelo. Uma técnica indicada para pacientes que usam medicamentos quimioterápicos e, principalmente, acometidos pelo câncer de mama.

    Funciona assim:

    • A touca gelada é acoplada a uma serpentina que sai de uma caixa de resfriamento. O líquido circula na serpentina a uma temperatura de 4 ºC para manter o couro cabeludo em torno de 11 ºC.
    • O equipamento é colocado 30 minutos antes da sessão de quimioterapia. O paciente deve usá-lo em todas as sessões de quimioterapia (durante toda a sessão e um período de tempo após).
    • É leve e protegido por uma capa de neoprene, possibilitando que o paciente levante, vá até o banheiro e realize outras atividades sem que isso prejudique o tratamento.

    Juntos pela prevenção

    3429-2900
    3030-1900
    3773-3030
    3029-7660
    3029-7660
    3429-2900